Masp abre exposição de Tunga sobre sexualidade

O arquiteto por formação Tunga dedicou sua vida artística para tratar de temas como sexualidade e erotismo, focos da exposição inaugurada hoje no Masp

 


Desde sua primeira exposição individual no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, intitulada Museu da masturbação infantil, de 1974 que Tunga dedica seu trabalho artístico para tratar da sexualidade e do erotismo. Tunga, ou Antônio José de Barros Carvalho e Mello Mourão, seu nome de registro, foi escultor, desenhista e artista performático.

A mostra de 1974 incluiu desenhos abstratos que, posteriormente, pautariam o raciocínio acerca de temas eróticos na produção do artista. Eram obras cujas formas evocavam imagens eróticas ou processos de gozo, elementos que foram incluídos na exposição Tunga: O corpo em obras inaugurada hoje para convidados no Masp, em São Paulo.

Arquiteto de formação, Tunga transitou por diferentes linguagens, das artes visuais à literatura, incluindo a escultura, a instalação, o desenho, a aquarela, gravura, vídeo, texto e a instauração até a data de sua morte, em 2016. Frequentemente, suas obras se alimentam de um repertório que provém de distintos campos do conhecimento, como a psicanálise, a filosofia, a química, a alquimia, bem como as memórias e as ficções.

Na exposição que segue no Masp até o dia 11 de março de 2018, a sexualidade não constitui apenas um tema da produção do artista, mas um modo de compreender as relações, vínculos, transformações e criações entre corpos, matérias e linguagens. A escolha dos trabalhos e sua disposição no espaço foram definidas a fim de potencializar essas relações e promover diálogos entre obras de diferentes períodos e técnicas, em detrimento de uma organização cronológica.

A exposição Tunga: o corpo em obras, de curadoria de Isabella Rjeille, encerra o programa anual de 2017 do Masp em torno das histórias da sexualidade, que incluiu mostras individuais dos artistas Teresinha Soares, Wanda Pimentel, Miguel Rio Branco, Toulouse-Lautrec, Tracey Moffatt, Guerrilla Girls, Pedro Correia de Araújo e a exposição coletiva Histórias da sexualidade.

Fonte: MASP / Divulgação

São Paulo vai ganhar uma versão da London Eye

Escritório de arquitetura que projetou a icônica roda gigante de Londres prepara um projeto similar para a cidade de São Paulo


A virada do milênio não poderia chegar sem um grande marco e, em Londres, este marco foi a London Eye – também apelidada de Millennium Wheel (Roda do Milênio, em português). A roda gigante inaugurada pelo então primeiro ministro britânico Tony Blair na passagem de 31 de dezembro de 1999 para 1º de janeiro de 2000 manteve o título de maior roda do mundo até 2006 e inspirou outros projetos iguais mundo afora.

A cidade de São Paulo foi a última a se inspirar na capital londrina e anunciou que também ganhará uma roda gigante com vista panorâmica. E a versão paulistana da London Eye será ainda mais parecida com a original que as rodas das outras cidades. É que o mesmo escritório que assinou a Roda do Milênio está por trás do projeto no Brasil.

A London Eye foi concebida para marcar a virada do milênio e deveria ficar instalada nas margens do Tâmisa, ao lado do Parlamento, por apenas cinco anos. O projeto foi concebido pelos arquitetos David Marks e Julia Barfield, da empresa Marks Barfield, em parceria com a British Airways.

Para colocar de pé os 135 metros de roda gigante, o estúdio teve que bolar uma forma de construir sua estrutura no próprio local onde seria levantado – as ruas de Londres são estreitas, impossibilitando seu deslocamento. Como a London Eye se incorporou à silhueta da cidade, acabou ganhando o direito de permanecer por tempo indeterminado.

A versão Paulista dos Olhos de Londres será ainda maior que sua irmã. O projeto, que ainda não tem data marcada para ser iniciado, prevê uma roda de 150 metros de altura, ficando atrás apenas da Estrela de Nanchang de 160 m, localizada na cidade de Nanchang na China, e da maior roda gigante do mundo, a High Roller de 167 m, localizada em Las Vegas. Quatro locais estão sendo analisados na capital para abrigar a roda gigante, mas este ponto também não está definido.

Bota Fora de fim de ano Armazém da Decoração

Descontos imperdíveis neste mês de dezembro

 


Fim de ano no Armazém da Decoração chega sempre com oportunidades. 2017 está quase chegando ao fim e pretendemos colocar para fora não apenas o ano, mas também nossos estoques.

É por isto que dezembro é mês de Bota Fora. Design assinado, que vai de cadeiras e poltronas até luminárias com descontos imperdíveis. Corra em nossa loja para conferir de perto e repaginar sua casa nesta virada de ano.

Bomboca une Irmãos Campana e Louis Vuitton

Os irmãos Campana se uniram à grife francesa para criar uma peça de design


Os Irmãos Campana são conhecidos pela habilidade que têm de surpreender. Suas criações nunca passam despercebidas. A abordagem multicultural do estúdio Campana com a visão cosmopolita dos designers fez com que seus trabalhos fossem aclamados em todo o mundo. Peças criadas por Humberto e Fernando Campana fazem parte do acervo de importantes museus mundo a fora.

A importância do trabalho moveleiro traçado pelos designers fez com que eles realizassem parcerias de peso ao longo dos anos e a última delas foi com a marca francesa de bolsas e acessórios, a Louis Vuitton. Durante a Design Miami 2017, que está sendo realizada até o dia 10 de dezembro, o Sofá Bomboca foi exposto ao público na coleção da Objets Nomades.

Bomboca foi assim batizada como um trocadilho com o nome do tradicional doce Bombocado. A peça resgatou da Louis Vuitton suas principais matérias primas: o couro e o veludo. Ficou por conta dos designers brasileiros a criação do desenho para lá de inusitado. A peça dos Campana, então, foi reeditada com a união do melhor que ambos poderiam trazer para um objeto de design.

A peça foi apresentada com uma mistura de cores que vão do branco e passam pelo turquesa, o roxo e o azul. O couro que a grife de luxo usa na composição de suas bolsas e malas foi usado para envelopar a estrutura do sofá. O veludo foi usado nas almofadas, algo feito pensando não apenas na beleza, como também na ergonomia.

Gift a Porter até as 20h no Armazém da Decoração

Durante todo o dia de quarta-feira a varanda AZ Decor recebe o evento Gift a Porter

Gift a Porter é um evento itinerante de moda que vem rodando o Brasil. Hoje ele está em Goiânia e mais precisamente em nossa loja. O Armazém da Decoração abriu sua varanda para receber as apostas editoriais da próxima estação.

São produtos de moda e beleza de marcas como BEEVEE, Ceres, Chez Nous, Espaço Quadrado, Fernanda Yamin Helena Petit |L&Y – timeless jewellery, LePelle, Le Soleil D’été Lenny Niemeyer, Mariana Marques Joias, Maison Revolta, Mon Petit, Moscova Nopal e Tal, Teashirt, Porta guardanapos Online, Ppla Jewels e Tresset.

O evento já está acontecendo e fica em nossa loja até às 20 horas desta quarta-feira com roupas e acessórios incríveis. O Evento Gift traz a pluralidade de estilos  e as novidades da moda para a temporada Primavera-Verão 2018.

Arthur Casas e Etel Interiores

Arthur Casas lança começão de dez peças inéditas com a Etel Interiores


Aparador, sofá, mesa de jantar, cadeiras, cama e uma casa inteira feita por Arthur Casas em parceria com a Etel Interiores. Essa é a novidade do mês de dezembro quando, na última semana, a loja da Etel na Gabriel Monteiro da Silva recebeu convidados para o lançamento da primeira linha de móveis que Arthur Casas desenvolve com a marca.

Não é a primeira vez que o premiado arquiteto, de tradição modernista, colabora com a marca de luxo, tradição e qualidade. Juntos, Arthur e Etel lançaram no ano de 2010 um conjunto de mesas de variados tamanhos e, naquele mesmo ano, um sofá. Em 2017, Arthur lançou também com a Etel a poltrona Saci.

Agora o lançamento vem em massa. Arthur se uniu novamente à Etel para criar dez peças inéditas feitas de madeiras como imbuia e freijó, combinadas a espelhos, pedras, couro ou tecido. O arquiteto resolveu unir a marcenaria de excelência, que é característica presente em todas as peças da Etel, com outros materiais.

Arthur Casas possui projetos espalhados nos quatro continentes e escritório em Nova York. Nascido em São Paulo, tem na metrópole sua principal fonte de inspiração. Divide seu tempo entre o trabalho com a arquitetura, explorando o estilo modernista de criar, com o design de móveis e já foi premiados em ambos os ramos de atuação.

Imagens: Etel / Divulgação

Goiânia recebe Gift a Porter

Evento reúne em um só lugar renomadas grifes do universo fashion

O Armazém da Decoração, junto com as empresárias Bruna Cardoso, Adriana Coselli e Flavia Gouveia, realizam nesta quarta-feira (6), das 11h às 20h, o Evento Gift. A pluralidade de estilos marca o evento que traz para o público novidades da moda para a temporada Primavera-Verão 2018.

É uma ótima oportunidade de montar seu guarda-roupa a partir do olhar de especialistas e das apostas editoriais da próxima estação. Gift a Porter apresenta peças selecionadas que valorizam a elegância contemporânea, conta com a participação de mais de 20 marcas de moda feminina, infantil, joias, acessórios, moda praia, decoração, entre outros.

O evento, que é itinerante, chega a Goiânia após passar por diversas cidades importantes do Brasil e conta com parcerias estratégicas que enriquecem o evento e reflete a alta qualidade da moda e do talento de seus protagonistas.

Confira as grifes que estarão presentes: BEEVEE | Ceres | Chez Nous | Espaço Quadrado | Fernanda Yamin Helena Petit |L&Y – timeless jewellery | LePelle | Le Soleil D’été Lenny Niemeyer | Mariana Marques Joias | Maison Revolta | Mon Petit | Moscova Nopal e Tal |Teashirt |Porta guardanapos Online | Ppla Jewels | Tresset

Serviço

O que: Evento Gift
Quando: 06 de dezembro – das 11h às 20h
Onde: AZ Decor Rua 90, 144 Setor Sul Goiânia

 

Jóquei Clube é colocado à venda e pode ser demolido

A sede social do Jóquei de Goiás está sendo negociada com a Igreja Universal, que pretende demolir a arquitetura assinada por Paulo Mendes da Costa e construir um templo no local

 


Paulo Mendes da Rocha é um ícone da arquitetura nacional assim como as obras que levam a sua assinatura e uma delas está no meio de uma polêmica em Goiânia, já que corre o risco de ser demolida. Estamos falando da sede social do Jóquei Clube de Goiás, localizado no centro da capital.

O Jóquei foi o primeiro clube a ser construído na nova capital, ainda no ano de 1937, e viveu tempos áureos até atingir sua crise em meados da década de 1990. Sua inauguração, três anos após o início das obras, que ocorreram em 1940, contou inclusive com a presença do então presidente da república, Getúlio Vargas.

Em 1962 o clube precisou passar por uma transformação para enfrentar a concorrência, já que novos espaços iguais estavam sendo criados na cidade. A direção convidou nada menos que o ganhador do Pritkzer Paulo Mendes da Rocha para projetar a nova sede.

Paulo Mendes desenvolveu os trabalhos durante a década de 1960 e no ano de 1970 a sede é inaugurada seguindo o estilo modernista do arquiteto. Linhas retas e geométricas com muito cimento e simetria deram vida ao novo clube da cidade.

Acontece que o clube está em crise financeira que vem se agravando nos últimos 20 anos e sua atual diretoria, eleita no final do ano passado, apresentou uma proposta de venda, em outubro deste ano, que foi aprovada pela assembleia dos sócios.

A diretoria foi eleita com a proposta de fazer renascer o clube, mas para arcar com as dívidas acumuladas pela sede atual, pretendem vender o espaço localizado na Rua 3 do Centro para construir o novo dentro do Hipódromo da Lagoinha, na Cidade Jardim. Segundo o presidente da associação, Manoel de Oliveira Mota, para fazer frente às dívidas do clube é preciso realizar a venda do lote e não do edifício, o que permitirá aos novos donos demolir a construção atual.

As negociações já estão avançadas e a possível compradora é a Igreja Universal, que pretende demolir o prédio histórico para dar espaço a construção de um templo religioso no local, algo que vem sendo muito criticado por arquitetos. A hashtag “Salve o Jóquei” e “Somos todos Jóquei” vem sendo compartilhada desde a tarde de ontem e um manifesto, já com 500 assinaturas, foi criado no site Avaaz pedindo que o edifício não seja demolido. Os organizadores preparam um ato em prol da manutenção do prédio para o próximo domingo (3) em frente ao Jóquei Clube.

Em sua rede social, Léo Romano explicou que não se trata de uma disputa entre clube e igreja, mas sim da preservação de um patrimônio arquitetônico. “Trata-se de um patrimônio arquitetônico que, em minha singela opinião, deve ser tombado pelo IPHAN e transformado para alguma finalidade cultural e pública”, explicou o arquiteto.

Imagens: Acervo Paulo Mendes da Rocha

Últimos dias de AZ 30%Off

AZ 30% Off

O mês de novembro está chegando ao fim… Então aproveitem os últimos dias (literalmente) de oportunidade: 30% de desconto nos móveis à pronta-entrega. Lembrando que este desconto não alcança os móveis da Etel, Vermeil  e peças de arte.

“Estamos contando uma história”

Neobox lança coleção de sofás 2018 no Armazém da Decoração

 


É com muita atemporalidade que a Neobox se joga para o ano de 2018. No último sábado, o Armazém da Decoração recebeu convidados para apresentar a nova coleção da marca, com a presença dos designers Danilo Lopes e Paula Gontijo.

Em sua nova coleção, a Neobox optou por trabalhar com contemporaneidade e retorno ao passado, tudo nas mesmas peças. “Nosso ponto partida foi fazer uma convergência entre dois momentos que a coleção foi dividida”, explicou o designer ao Blog AZ. “Em um primeiro momento, a ideia foi criar uma coleção que tenha a cara com mais história, uma coisa mais vintage, mas a ergonomia é contemporânea com formas orgânicas e anatômicas”.

A Neobox tem essa tradição de atemporalidade, seus móveis são feitos para durar independente de modismos. “A neobox tem uma ideia de fazer móveis para sempre. Estamos contando uma historia e entendemos que mobiliário não pode ser algo de moda ou passageiro, para não quebrar com essa história”, concluiu Danilo.

Na nova coleção, elementos e formas do design vintage, como os traços mais arredondadas e a mistura do tecido com metal e madeira se mesclaram com a ergonomia atual, que são os sofás com profundidade, altura e encosto.