Arquitetura de uma vida em trânsito

Arquitetura e engenharia civil estão tendo que se dobrar para acompanhar a mudança de costume dos habitantes de grandes metrópoles e, por isso, acabaram por dobrar também as casas. É que a vida está cada vez mais compacta. Não cabe mais uma história dentro de muitos metros quadrados simplesmente porque a história está em constante mudança.

Jovens optam por simplicidade com elegância no lugar da extravagância e do luxo. Neste caminho, a arquitetura vem buscando saídas para agradar dos paladares mais excêntricos aos mais tradicionais. Soluções como casas em contêineres, estruturas pré-moldadas e espaços reduzidos já fazem sucesso há uns anos. Agora a moda é a arquitetura nômade e também as casas dobráveis.

A arquitetura nômade é um conceito de arquitetura onde construções podem ser montadas, desmontadas, transportadas, armazenadas e depois remontadas em outro local ou para outros fins. As casas dobráveis podem ser construídas sobre trilhos ou com dobradiças e algumas têm a pretensão de se mudar além de se movimentar – é só colocar no caminhão e trocar seu endereço.

Seus criadores idealizaram o projeto pensando nas condições e mudanças climáticas de um terreno. A ideia é que a casa seja capaz de se movimentar para aproveitar ao máximo a incidência de luz e a direção vento. Algumas podem até mudar de endereço. A tendência está se espalhando no mundo e vários escritórios já se dedicam ao projeto, como a dos ingleses David Bem Grünberg e Daniel Woolfson e a de Ten Fold.

Pelo nome, você pode se imaginar morando dentro de um filme do Mr.Been em que ele sai de sua residência e, assim como fazia com o carro, a dobra até transforma-la em uma pasta executiva. Mas, por óbvio, não é bem assim. As casas dobráveis são uma espécie de origami arquitetônico criadas em um triângulo equilátero dividido em diferentes partes e projetado sobre trilhos com uma plataforma circular giratória. Outras possuem dobradiças que possibilitam que suas paredes se tornem chão e o teto parede. A casa pode aumentar ou diminuir de tamanho com a mágica de um botão elétrico.

Deixe uma resposta

13 − 10 =