Conheça a biblioteca futurista da China

Nas últimas semanas uma biblioteca tem chamado a atenção do mundo. Tanta que viralizou na internet. Mas qual a razão de tanto furor? É que na era da tecnologia, a China criou uma biblioteca de design futurista com capacidade para mais de um milhão de livros. O mundo está lá dentro em forma de histórias em folhas de papel.

Desde que as imagens da biblioteca caíram nas redes, a cidade de Tianjin (localizada a 120 km de Pequim) tem recebido turistas em busca de conhecer este reduto literário. Atualmente, edifício de seis andares abriga “apenas” 200 mil exemplares, mas a biblioteca pretende passar de um milhão. Por enquanto, um truque de imagem dá a sensação de que as paredes abrigam mais livros do que de fato ali estão. É que placas de alumínio, colocadas nas prateleiras superiores, se passam por exemplares de papel.

O design é simples e paradoxalmente complexo. Os arquitetos do escritório holandês MVRDV criaram uma estrutura fluida que partiu de um auditório em forma de esfera. A impressão é a de que os livros dançam nas prateleiras – estas que são também bancos. Muito embora a ideia tenha sido boa, a execução deixou a desejar.

As estantes mais altas, que seriam acessadas por meio de quartos que ficariam atrás delas, estão sem alcance. É que os quartos foram cortados do projeto original e não por ordem dos arquitetos da MVRDV. O diretor da biblioteca, Liu Xiufeng, disse que o design que tanto chamou a atenção do público tem sido uma dor de cabeça.

Segundo ele, não queriam o átrio como local de armazenamento de livros. Na forma como foi finalizado, o átrio concentra um grande grupo de visitantes atentos nos livros e desatentos nas escadas e este fato tem causado acidentes.

A Biblioteca Pública faz parte de um plano maior do Instituto de Urbanismo e Design de Tianjin para transformar o município em um polo cultural. A ideia é construir um complexo com mais de 120 mil m² voltado para arte e o lazer.

Imagens: Divulgação MVRDV

Deixe uma resposta

2 × um =