38 projetos brasileiros são premiados na If Design Award 2016

Arthur Casas, Decameron e outros 36 projetos brasileiros são premiados no If Design Award, um dos mais relevantes prêmios do design mundial

Pavilão Brasil - EXPO Milão

Pavilão Brasil – EXPO Milão

O If Design Award é uma premiação que une o design com a indústria e todo ano escolhe os melhores projetos de design inscritos para o evento. Os ganhadores têm suas obras expostas em Hamburgo, na Alemanha, e os projetos premiados passam a fazer parte da exposição online do If World Design Guide.

A If Design Award premia os melhores projetos em cinco categorias distintas: Produto, Embalagem, Comunicação, Arquitetura e Interiores e Design de Serviço. Em 2016 o Brasil apareceu em quatro delas, tendo nove nomes só na lista dos premiados na categoria Arquitetura e Interiores – entre eles o de Arthur Casas.

O prêmio de Arthur Casas não é nenhuma surpresa já que o projeto foi vencedor também do World Architecture Festival (WAF) em 2015.O projeto ganhador do If Design Award foi desenvolvido pelo estúdio de Arthur Casas na Itália para representar o pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015.

Premiação merecida. O espaço cumpriu sua função e conseguiu transmitir aos visitantes os valores da arquitetura brasileira e promover a interação de uma praça com muita madeira e verde.

Outro nome na lista dos vencedores a chamar atenção foi o da Decameron. A marca brasileira venceu a categoria produto com o Sofá Highback Link. O sofá faz parte de uma família de móveis criada por Marcus Ferreira em um estilo clássico, atemporal e elegante.

O júri internacional foi formado por 58 profissionais do design que se reuniram entre os meses 19 e 21 de janeiro de 2016 na Alemanha para avaliar os projetos inscritos. A lista dos ganhadores foi divulgada na última semana de janeiro, mas a cerimônia de premiação oficial ocorrerá apenas no dia 26 de fevereiro no museu da BMW em Munique, Alemanha.

 

Decameron

Decameron

Design é meu mundo / Linha Chuva

Léo Romano lançou esta semana, na Decameron em São Paulo, sua quinta linha de móveis

chuva 2
A qualidade da Decameron e a criatividade de Léo Romano já são características familiares do Blog AZ. Não nos cansamos em enaltecer o trabalho tanto da marca de Marcus Ferreira quando da originalidade do arquiteto goiano, por isso não poderíamos deixar de comentar a aliança entre esses craques do design no lançamento da linha Chuva.

A história da Decameron começou há 20 anos quando seu fundador, Marcus Ferreira, abandonou a biologia marinha para desenhar sofás. Na lacuna do mercado brasileiro, que não tinha empresas de design especificamente voltadas para a fabricação de sofás, Marcus lançou sua marca.

Léo Romano começou no design há dezessete anos e sua vasta formação lhe permite transitar entre todos os campos da arte da decoração. Se formou em Artes Visuais, Design de Interiores, Design Gráfico e Arquitetura e Urbanismo, tudo isso coroado com um mestrado em artes visuais. Conhecido pela ousadia, Léo é inquieto e curiosos – qualidades que ajudaram a dar ao seu trabalho o merecido reconhecimento nacional.
chuva 1

A união dessas duas histórias de vida profissional foi selada na última terça-feira (17) em São Paulo, quando Léo Romano fez o lançamento de sua linha de móveis Chuva para a Decamenron. A coleção ficará exposta até sábado (21) na loja de Marcus Ferreira.

A coleção Chuva integra a série Objetos Poéticos, com peças em madeira e cerâmica – estas últimas assinadas pela artista plástica Iêda Jardim. Como de costume em suas criações, Léo busca trabalhar com os elementos da natureza como um estimulo sensorial. Chuva é uma coleção de móveis com a expressão da fluidez. Segundo o próprio arquiteto, a madeira é trabalhada numa construção artesanal precisa e cuidadosa produzindo imagens plásticas conduzidas por linhas puras e contínuas.

O elemento água foi o fio condutor para a criação de toda a linha, que conta com mesas laterais, bancos, mesas de centro e de jantar, espelhos, aparadores e bancos produzidos em madeira freijó. A linha Chuva é a quinta coleção de móveis assinada pelo arquiteto e exclusividade AZ.

Chuva

Bota Fora AZ 2014

Carbono e Decameron no Bota Fora 2014

(Foto: Marcus Camargo)

(Foto: Marcus Camargo)

Mês de dezembro é mês de botar fora peças e objetos de design e o Armazém da Decoração bota seus produtos fora da loja e direto para a sua casa. São móveis com até 80% de desconto em toda a loja, então o post de hoje veio para lembrá-los que essa oportunidade é imperdível.

Além da internacional Kartell, tema de nosso último “bota fora AZ”, marcas nacionais como Decameron e Carbono também entraram no sale de fim de ano. As marcas de Marcus Ferreira encaram o design contemporâneo sem deixar de observar as técnicas tradicionais da produção artesanal.

Decameron se especializou, assim como seu dono, em sofás. “Desde meu início no design tive afinidade com o sofá. É uma peça que, além de beleza, deve pensar o conforto”, Marcus explicou o interesse pelo produto em entrevista para o Blog AZ. “Gosto de projetar um sofá que o marido não vá achar ruim quando for colocado para fora do quarto”, brincou o designer.

Anos após a criação de sua primeira marca, Ferreira ousou com a Carbono. Direcionada para um público jovem, antenado, interessado por design e com menos recurso, a Carbono mantém a qualidade, mas ousa na criação. Móveis menores que carregam a mesma elegância e qualidade da marca mãe: a Decameron.

Marcus Ferreira e seus designs entraram em nosso Bota Fora 2014, passe na loja e confira os produtos e promoções.

Black Friday aterrissa no Armazém da Decoração

O Armazém da Decoração está com 20% de desconto em peças de seu showroom durante todo o dia 28 de novembro – no Black Friday

foto
Black Friday é uma tradição que começou nos Estados Unidos e está se espalhando pelo mundo. Em terras norte-americanas o fenômeno acontece todo ano na sexta-feira seguinte ao Dia de Ação de Graças (thanksgiving). A origem do termo Black veio da Filadélfia, onde eles atribuíam a cor preta para descrever a grande quantidade de pedestres que trafegavam nas ruas após o Thanksgiving.

Outra explicação era a cor antes usada pelos contadores, quando os cálculos eram feitos a mão. Neste período, utilizava-se a caneta vermelha para descrever a imensa saída de dinheiro. Atualmente é comum dizer que “está no vermelho” para descrever uma situação de pouco dinheiro. Essa condição seguia durante todo o ano até a sexta-feira do Thanksgiving, quando as lojas vendiam tanto que passavam do vermelho para o preto.

Encurtando toda essa história, o fenômeno se traduz em duas simples palavras: baixos preços. Quando o mercado brasileiro adotou a Black Friday os consumidores, com razão, passaram a desconfiar – poucos produtos realmente baixavam seus preços. Assim, quando o Armazém da Decoração decidiu entrar na onda da Sexta-feira Preta, o fez ao estilo bem americano, ou seja, com preços realmente baixos.

A partir de amanha – e só amanha – a loja está com 20% de desconto à vista em peças de Sérgio Rodrigues e Aristeu Pires bem como nas marcas Decameron e Kartell. Vale a pena conferir o resultado desta cultura de promoção no Armazém da Decoração.

Arte e Design em destaque

O Armazém da Decoração recebeu, na noite de ontem, designers e amigos para um papo descontraído com Marcus Ferreira

Léo Romano, Abadia Haich, Marcus Ferreira e Daniela Mallard

Léo Romano, Abadia Haich, Marcus Ferreira e Daniela Mallard

Na noite da última quinta-feira (6), o Armazém da Decoração abriu suas portas para 300 convidados e recebeu profissionais do design para um papo com Marcus Ferreira, designer de sofás e fundador das marcas Decameron e Carbono. A conversa descontraída sobre o mobiliário brasileiro foi regada a champanhe acompanhado de um cardápio comandado pelo cheff Fernando Hanna, do Buffet Hanna.

“Proporcionar uma noite como essa, em que podemos falar sobre design, é prestigiar o mobiliário de arte brasileiro”, comentou Marcus Ferreira durante sua fala. O autodidata entrou para o marcado de móveis quase sem querer, há 20 anos, e descobriu sua vocação pelo design de sofás.

As peças da Decameron estavam expostas na Sala Conceito da loja em uma montagem projetada pelo arquiteto Léo Romano. Léo fez também o pré lançamento de sua nova criação, a Mesa Chuva, que será produzida em todo país pela Decameron. O toque final da cenografia ficou a cargo de Ieda Jardim, que produziu os pratos espalhados pelo espaço.

Além do showroom com sofás e poltronas das marcas de Marcus Ferreira, a Sala Conceito do Armazém da Decoração expôs quatro fotos do engenheiro civil e fotógrafo Naldo Mundim. Naldo resolveu homenagear a art deco goiana em seus detalhes e Léo Romano selecionou seus quatro melhores trabalhos para a cenografia da noite que homenageou a arte em todas as suas vertentes.

O evento teve público a sua altura e passaram pela loja na noite de ontem Pedro Ernesto, Giovanni Borges, Genésio Maranhão, Eduardo e Karla Bittar, Juliano Costa e Bruno Veras, Adriana Mundim e Fernando Galvão, Ana Paula de Castro e Sanderson Porto, André Brandão e Márcia Varizo, Ogawa, Meire Santos entre outros grandes nomes do design e da arquitetura goiana.

 

Léo Romano, Ieda Jardim, Daniela Mallard, Marcus Ferreira e Abadia Haich

Léo Romano, Ieda Jardim, Daniela Mallard, Marcus Ferreira e Abadia Haich

Abadia Haich e Marcus Ferreira

Abadia Haich e Marcus Ferreira

 Léo Romano, Abadia Haich e Genésio Maranhão

Léo Romano, Abadia Haich e Genésio Maranhão

Abadia Haich e Cristina Lopes

Abadia Haich e Cristina Lopes

Giovanni Borges, Abadia Haich, Adevania Silveira e Genésio Maranhão

Giovanni Borges, Abadia Haich, Adevania Silveira e Genésio Maranhão

Fotos: Marcus Camargo

R de Rippa

Decameron

ALPHABETO AZ (redes sociais) R
Não é estranho associarmos a palavra “sofisticação” com o mobiliário produzido pela Decameron. Desculpem-me parecer meio clichê, mas realmente não consigo fazer uma associação mais irreverente – e mais verdadeira – do que esta. O trabalho da marca criada por Marcos Ferreira realmente externaliza a modernidade sofisticada em trabalhos conceituais… e com muito conforto.

A vontade de criar uma marca capaz de desenhar e produzir pequenos objetos de desejo foi colocada em prática em 1995, quando o designer Marcus Ferreira fundou a Decameron. A marca nasceu completa. Mais que um escritório de design, Marcus Ferreira decidiu criar um ateliê onde as peças pudessem ser feitas passo a passo pelas mãos dos artesãos.

Cada peça é única e cada desenho, feito sob medida para servir direitinho em cada casa. A Decameron aliou o trabalho manual dos antigos artesãos ao design atemporal, que mistura o moderno e o contemporâneo na exata medida de cada produto. Foi nessa linha que Marcus Ferreira desenhou a Chaise Rippa.

Vencedora do prêmio Idea Brasil de 2008, a chaise se destaca por sua sofisticação, conforto e modernidade. Com capa de linho branca e linhas conceituais, a Rippa chama a atenção por sua base de madeira cedro certificada com formato pouco comum. É como se a leveza do estofado estivesse presa à terra somente pelas finas ripas na base. Esse é nosso design, esse é nosso mundo, então R é de Rippa.

Sale AZ: sofás Neo e Sputinik

O sale do Armazém da Decoração ainda não acabou e o preço dos sofá está irresistível

Hoje o post também foi dedicado ao Sale AZ. A promoção está tão grande que atingiu os sofás Neo e Sputinik da Decameron. A marca de Marcus Ferreira é conhecida por produzir peças criativas e muito contemporâneas e essas características podem ser reconhecidas em Neo e Sputinik.

O Sofá Neo, em madeira maciça, foi criado com dois e três lugares com pés também em madeira. O valor da peça caiu de R$ 11.888,00 para R$ 9.000,00. Os satélites Sputinik serviram de inspiração para que o designer Marcus Ferreira produzisse o sofá de mesmo nome algumas décadas mais tarde.

O charme retrô do Sputinik mescla a linguagem própria do design dos anos 1950 ao utilizar a alfaiataria na costura das almofadas, o encosto em matelassê e as aplicações do botonê. A matéria prima da estrutura é a madeira chafrada com pés em metal que diferenciam o modelo dos outros sofás.

A sofisticação saia a R$ 15.888,00 na AZ Decor, mas agora está sendo vendida a R$ 11.000,00. O Sputinik, que faria parte com estilo do living da sua casa, possui uma extensão que faz a vez de uma mesa lateral. Tudo muito prático, tudo muito charmoso.

Mobiliário de personalidade

Marca paralela de Marcus Ferreira, a Carbono abusa do volátil fashion design com peças criativas e despojadas

Carbono 29 - Marcus Ferreira
Número 6 da tabela periódica, o Carbono pode ser encontrado na natureza em diversas formas alotrópicas. Pilar básico da química orgânica, o carbono pode ser descoberto em forma de grafite ou ainda em diamante. A Carbono Design não é muito diferente do elemento químico que deu nome à marca. Nascida da mente criativa de Marcus Ferreira, designer fundador da consolidada Decameron, a Carbono vem traçando linhas simples e nós acabamos descobrindo mais um diamante do design nacional.

Contemporânea por essência, a Carbono nasceu para criar móveis conceituais e atingir um público jovem e despojado. “A marca é um grito de liberdade da decoração, pois foge dos moldes engessados usados pela maioria dos fabricantes de mobiliário”, explica Ferreira. O designer percebeu que a Decameron não cabia na medida dos apartamentos e dos bolsos dos jovens ligados à moda, arquitetura e outras profissões da área criativa, que queriam coisas mais conceituais.

Carbono 102 - Marcus Ferreira

A ideia de criar algo novo tinha se formado e Marcus Ferreira deu o toque final na execução. Decidiu colocar as jovens mentes do design para criar um design jovem. A Carbono conta com um time de novos designers talentosos que buscavam uma porta de entrada para o mercado moveleiro. A qualidade você já conhece, pois a Carbono segue a cuidadosa política da Decameron. As peças são desenvolvidas pelos artesãos após uma seleção da matéria-prima de alta qualidade.

Quando a Decameron busca se manter no tempo por meio de suas peças atemporais, a Carbono abusa do volátil fashion design. Criada para chocar, a Carbono não tem medo de arriscar. Cores fortes, tecidos novos e edições limitadas. O objetivo é ter identidade, é ser uma marca cheia de personalidade. A Carbono nasceu para dar um basta nos tons beges que estamos acostumados a ver estampados nos mobiliários casas a fora. Gostou?! A AZ está cheia dessa personalidade para a sua casa.

Carbono 30 - Marcus Ferreira Carbono 104 - Marcus Ferreira

Decameron lança Perfeita, Imperfeição!!!

Decameron lançou no mês de novembro a última coleção do ano pensada por um time de designers de dar inveja

Mesa centro PUZZLE

Mesa centro PUZZLE

Energia do criador com a criação foi o que o designer Marcus Ferreira, fundador da Decameron, quis expressar com sua nova criação. Perfeita, Imperfeição!!! Foi com esse nome impactante que a Decameron batizou seu último lançamento do ano, nas lojas desde novembro de 2013. A presença do homem no trabalho artesanal e a frieza das relações humanas serviram de inspiração para reunir um time de designers na criação de uma coleção que manifesta, através do design, uma crítica aos tempos atuais.

“Os relacionamentos, hoje artificiais e virtuais, onde as pessoas não se abraçam mais, mas se “curtem” e “cutucam” nas redes sociais me fizeram refletir e motivaram a criação de peças que levassem um pouco mais de vida para os mobiliários e pra casa das pessoas”, explica o designer e empresário Marcus Ferreira. Para realçar o trabalho feito à mão nas cadeiras, poltronas, mesas e banquetas, detalhes e acabamentos revelam imperfeições sutis e propositais. É a imperfeição perfeita do design da nova coleção da Decameron.

Marcus Ferreira, Estudio Manus, Aristeu Pires, Jader Almeida, Carlos Simas, Ricardo Argenton e Rahyja Afrange são os nomes que deram origem às belas formar da Perfeita, Imperfeição!!!. Na contramão do design limpo, liso e brilhante os designers propõem de forma harmônica a presença de materiais simples, como a madeira natural, sem pintura e linchamento, o aço sem acabamento, o feltro sem coloração uniforme, o couro quase bruto e a lona desgastada em contraste com técnicas elaboradas de encaixe, fundição e volumetria.

A coleção tem outra novidade, a interação com o cliente. “O cliente pode interagir com o resultado da peça. Assim como a mesa Log, ele pode trocar o revestimento ou até mesmo escolher a madeira. Afinal, se a coleção busca a reflexão do contato vivo, próximo e real, então possibilitamos que ele crie conosco”, explica Ferreira. A mesa Log, assinada por Jader Almeida, é composta por diferentes nichos que se agrupam e podem ser feitos em diferentes tamanhos e alturas.

Mesa SE7E

Mesa SE7E

Poltrona SE7E

Poltrona SE7E

Poltrona SE7

Poltrona SE7

Mesa FLAM

Mesa FLAM

 

Decameron / Sofá Sputinik

O charme retrô do Sofá Sputinik é o destaque de hoje da seção Design é Meu Mundo

SPUTNIK
Os satélites Sputinik não serviram apenas para estudar as propriedades da superfície terrestre ou para preparar tripulações para serem lançadas universo a fora. Foi também a inspiração para o designer Marcus Ferreira na produção de sua peça algumas décadas mais tarde, o sofá Sputinik. O que tem haver? Não muito, mas o sofá Sputinik usou a marca dos clássicos dos anos 50, mesma década do primeiro satélite que dá nome ao sofá.

O charme retrô do Sputinik mescla a linguagem própria do design dos anos 1950 ao utilizar a alfaiataria na costura das almofadas, o encosto em matelassê e as aplicações do botonê. A matéria prima da estrutura é a madeira chafrada com pés em metal que diferenciam o modelo dos outros sofás. A sofisticação, característica marcante dos móveis produzidos pela Decameron, não anda desacompanhada da funcionalidade. O Sputinik, que faria parte com estilo do living da sua casa, possui uma extensão que faz a vez de uma mesa lateral. Tudo muito prático, tudo muito charmoso.
sputnik 2